sábado, 7 de janeiro de 2012

As múltiplas funções do óleo de coco

Além de prevenir e tratar doenças do coração, o produto ajuda a cuidar da pele e dos cabelos e ainda auxilia no emagrecimento.


Texto de Bruna Murta














A busca por alimentos funcionais , que promovem diversos benefícios à saúde, tem aumentado a cada dia. Um deles é o óleo de coco (Cocos nucifera), obtido a partir da carne do coco maduro, que pode ser fresco ou seco. Rico em substâncias antioxidantes e com várias propriedades funcionais, este produto auxilia na prevenção ratamento de doenças de doenças cardiovasculares e é indicado também como coadjuvante nos processos de emagrecimento. 

O óleo de coco também pode ser utilizado com   finalidades cosméticas sem conter conservantes e/ou substâncias químicas alergênicas. ajuda a reduzir danos capilares, garante o aporte de antioxidantes na pele, atua como excelente hidratante e promeve a melhora da elasticidade cutânea, conferindo uma aparência mais jovem e sádia. Seu uso também é sugerido para prevenção de estrias que ocorrem por conta da gestação.


PROPRIEDADES:

O ácido fenólico é a principal substância responsável pela ação antioxidante do óleo de coco, que promove melhora da circulação sanguínea, redução dos níveis de colesterol total, LDL (Colesterol ruim), VLDL e triglicérides e aumento das taxas de HDL o chamado bom colesterol. Desta forma, também auxília na prevenção e tratamento de doenças cardiovasculares.

O uso de óleo de coco é capaz de reduzir o índice de Massa Corporal (IMC), bem como a circunferência abdominal. Fonte de triglicerídeos de cadeia média (TMC), um tipo de gordura que é rapidamente absorvida e transportada para o fígado, onde se transforma em energia, o óleo de coco aumenta a termogênese, o que potencializa o gasto energético do organismo, além de causar saciedade,


Diversos estudos demostraram ainda suas ações em casos como candidíase e gastrite bacteriana (Helicobacter pylori). Cerca de 50% da gordura do óelo de coco é composta pelo ácido láurico que, ao ser ingerido, se tranforma em uma substância de ação antibacteriana, antifúgica, antiviral e antiprotozoária.

NA DOSE CERTA

Como é um alimento de baixo potencial alergênico, o óleo de coco, de maneira geral, não possui contraindicação quando consumido em uma quantidade de 30 a 45 ml ( duas a três colheres de sopa por dia). Recomenda-se começar seu consumo com uma pequena quantidade (equivalente a 1/2 colher de sopa) e ir aumentando o consumo gradualmente. O consumo excessivo pode levar a diarreia, que cede com continuidade do uso. O óleo de coco também pode ser utilizado para finalizar pratos quentes, já que é estável quando submetido a altas temperaturas. Porém, para a preservação de seus antioxidantes, recomenda-se que seja utilizado em preparações frias, como saladas, sucos e shakes ou em torradas e tapiocas.

Fonte: Revista mundo Verde

Um comentário:

Anakoelho disse...

Olá Bete!
Seu blog é nota mil,tem inúmeras utilidades,parabéns!
Passando para uma visita e p/desejar-lhe um ano de muita saúde,paz,prosperidade...e tudo mais porque voce merece.
Bom domingo,t+.

.

O SABOR DA VIDA COMEÇA NA COZINHA