.

Clique aqui e escolha a sua no Site TonyGifsJavas.com.br

O SABOR DA VIDA COMEÇA NA COZINHA


.

domingo, 27 de julho de 2014

Bolo de Banana Com Casca e Aveia Zero Açúcar

Fazer bolos de banana é um dos fracos, é uma fruta deliciosa, não é cara e muito nutritiva. essa receita fiz pensando nas pessoas que não podem consumir açúcar, mas nem por isso precisam ficar sem comer um delicioso bolinho no seu fim de tarde. Não deixe de conferir, você vai se surpreender! A banana é uma fruta rica em fibras, potássio, vitaminas C e A, promove energia e possui muitos benefícios ao nosso organismo. Possui também grande quantidade de vitaminas B1, B2, B6 e B12, além de magnésio, cálcio, ferro e ácido fólico. Nessa receita aqui como só tinha uma  banana aqui em casa, então  fiz esse delicioso de bolo de banana.





 "Sucralose é o único adoçante que tem o verdadeiro sabor do açúcar, um edulcorante derivado da cana-de-açúcar que não possui calorias"

Ingredientes:
1 xícara (chá ) de óleo
3 gemas
3 claras batidas em neve
1 banana nanica com casca lavada e picada
1 xícara (chá ) de sucralose (adoçante em pó p/ forno e fogão)
1 colher (sobremesa) rasa de canela em pó
1 xícara (chá) de farinha de trigo
1 colheres (sopa) de aveia em flocos finos
1 colher (sopa) de fermento em pó
margarina e farinha de trigo para untar a forma
Canela e noz  moscada ralada para polvilhar por cima do bolo já pronto
Preparo:

Bata as claras em neve e reserve. Coloque no liquidificador  o óleo, a sucralose, as gemas e a banana com casca lavada e picada. Bata bem. Depois de tudo bem batido despeje em uma vasilha e misture a farinha, a aveia, a canela e o fermento em pó. Coloque a massa em uma forma pequena  untada e enfarinhada. Leve ao forno médio por uns 40  minutos ou até que ao enfiar o palito o mesmo saia limpo. Tire o bolo espere esfriar um pouco e vire-o em um prato. Espalhe por cima a  mistura de canela com a noz mosacada. Além de cheiroso fica super saboroso, mas cuidado com a quantidadade que deve ser apenas um pouquinho.

É Bom Saber:

SUCRALOSE:

Sucralose é o único adoçante que tem o verdadeiro sabor do açúcar, um edulcorante derivado da cana-de-açúcar que não possui calorias. Pode ser usada por toda família, inclusive criança, gestantes, diabéticos, tem estabilidade a altas temperaturas (uso culinário) e sabor igual ao açúcar.

Opinião do Comitê Científico sobre Alimentação da Comissão Européia sobre a Sucralose, 7 de Setembro de 2000

“Todos os adoçantes de baixo teor calórico dos Estados Unidos passaram por testes rigorosos antes de serem aprovados. Os resultados dos testes demonstraram que os adoçantes de baixo teor calórico são seguros para o consumo por toda a população, inclusive crianças e gestantes. A Sucralose é o mais novo adoçante de baixo teor calórico no mercado. A Sucralose não é afetada pelo calor e mantém seu poder adoçante em bebidas quentes, produtos de panificação e alimentos processados.”
Associação Americana de Diabetes

“A Sucralose foi aprovada pela FDA como adoçante de mesa em 1998, seguida de sua aprovação como adoçante para fins gerais em 1999. Antes de aprovar a Sucralose, a FDA examinou mais de 100 estudos de segurança que haviam sido conduzidos, inclusive estudos para avaliar o risco de câncer. Os resultados destes estudos não trouxeram nenhuma evidência de que estes adoçantes possam causar o câncer ou apresentar qualquer outra ameaça à saúde humana.”

Instituto Nacional do Câncer

Nota:

Qual a principal diferença entre Diet e Light?

Os produtos diet são aqueles que não têm açúcar na composição. Portanto, são produtos para diabéticos.
Os produtos light são aqueles que têm uma redução parcial de alguns de seus componentes, como gordura e açúcar.

Por exemplo: chocolate diet engorda tanto quanto o normal, pois não tem açúcar mas tem gordura. Para os refrigerantes, não faz diferença se são diet ou light, porque os originais já não têm gordura, só açúcar. Portanto, os diet e light são caloria zero.

Resumindo: para quem faz dieta, é melhor consumir produtos light, mas para que é diabético só pode consumir os produtos diets.

DIA DOS AVÓS




Dia dos Avós
 
Os avós são pessoas ligadas a nós através de laços consanguíneos, pois são os pais dos nossos pais.
Assim, cada pessoa tem quatro avós, sendo uma avó e um avô paterno e uma avó e um avô materno.
Os avós merecem consideração e respeito, pois já viveram muito, possuem grande experiência de vida e podem transmitir muitos ensinamentos a todos de sua família. Por isso, ganharam uma data especial, para que fossem homenageados, o dia 26 de julho, que é mais conhecido como o dia da vovó.

O surgimento e criação dessa data foi em homenagem aos avós de Jesus Cristo, Joaquim e Ana, cujas pequenas informações aparecem no evangelho de Tiago. Registros históricos mencionam que em 1889, na cidade de Jerusalém, foram encontrados os túmulos onde Joaquim e Ana foram enterrados

http://www.brasilescola.com/

-------------------------------------

A Cadeira de Balanço
Sentada na cadeira de balanço
Que acabara de ganhar
Usando xale e birote
Tricotava sem parar

Resmungava bem baixinho
Por que tenho de tricotar
Se o que quero mesmo
É dançar e namorar

Gostei de ganhar um netinho,
Mas por isso
Vou ter que me recatar?

Levantou da cadeira
Desmanchou o birote
Jogou o xale longe

Saiu requebrando e dizendo:
Só porque sou avó
Vou parar de respirar?

MARIA ANGELA BARROS CURCIO

LEITORA DA PONTO DE ENCONTRO


domingo, 20 de julho de 2014

Torta Cheesecake de morango


Nossa! Essa torta fez o maior sucesso aqui em casa, todo mundo pediu bis. Essa não foi a primeira que fiz, mas  parece que foi a que mais agradou. Sabe como é, temos que estar em perfeita harmônia sempre que vamos para a cozinha, já que cozinhar é uma alquimia e que passamos toda nossa energia e bons  fluídos  para tudo o que fazemos em nossa cozinha. Por isso que dizemos que temos que colocar Amor em tudo que fazemos e pra mim cozinhar é um ato de prazer e de amor. Chega de lero, lero, vamos a nossa deliciosa receita.

O cheesecake já era conhecido dos antigos gregos. Os norte-americanos a criaram no século XX. Desde então, tornou-se uma espécie de bolo nacional mas, segundo os profissionais, existem “mais teorias sobre o bolo de queijo, do que pessoas que saibam prepará-lo”.

O cheesecake americano é normalmente constituído por uma base de bolacha, um recheio à base de queijo creme e ovos e uma cobertura de fruta. Este cheesecake é cozido no forno, no entanto existem inúmeras variações da receita, entre as quais as que são compostas por natas, queijo e gelatina e não necessitam de forno.
Apesar de ter nascido na Grécia há muito tempo, o cheesecake só se popularizou nos anos 70, quando era uma das sobremesas mais populares dos Estados Unidos, e principalmente, de NEW York City. Desta vez, iremos aprender a fazer um Cheesecake com geleia de morango






 Ingredientes:
1¹/² pacotes de biscoitos maisena (250)150 g de margarina em temperatura ambiente
Ingredientes do Recheio:2 ovos1/2 xícara (chá) de açúcar2 embalagens de cream cheese Philadelphia (300 g)1 colher (sopa) de limão
Ingredientes da Calda:
1 bandeja de morangos lavados1¹/² xícara (chá) de açúcar1 colher (sopa) de amido de milho1 xícara (chá) de água
Preparo da Massa:Bata os Biscoitos aos poucos no liquidificador até obter uma farofa. Retire do liquidificador, junte a margarina e misture bem. Forre o fundo e as laterais de uma fôrma de aro removível (25 cm de diâmetro) e leve à geladeira enquanto prepara o recheio.
Preparo do Recheio:
Na batedeira, bata os ovos e, sem parar de bater, acrescente o restante dos ingredientes do recheio. Bata por 10 minutos em em velocidade média. Coloque o recheio sobre  a massa e leve ao forno preaquecido por cerca de 25 minutos. Retire do forno, espere esfriar, coloque a geléia delicadamente por cima e leve à geladeira por 1 hora.
Preparo da Geléia:
Lave bem os morangos e retire as folhas,  coloque em uma panela com o açúcar e o amido de milho. Leve ao fogo, mexendo  com uma colher de pau. Deixe no fogo até engrossar e ficar bem cremosa e brilhante.

terça-feira, 8 de julho de 2014

Bolo de Milho By Betechef







Bolo de fubá já é uma tradição em muitas casas não é mesmo? Hoje fiz um bem fofinho e gostoso para o lanche da tarde. É um daqueles bem simples que pode ser feito até mesmo sem batedeira. A cozinha ficou pra lá de perfumada, uma delícia! Nesta receita eu coloquei  1 copo de iogurte, o que fez com o bolo ficasse mais leve e airado.


Ingredientes:
4 xícaras (chá) de (fubá)
1 xícara (chá ) de farinha de trigo
1¹/² xícara (chá) de açúcar
3 ovos inteiros
1 tablete de margarina (100g)
1 copo de iogurte natural (170 g)
1garrafinha de leite de coco
1 colher (chá) de erva doce
1 colher  (sopa) de fermento em pó

Preparo:
Bater tudo na batedeira e depois incorporar o fermento.
Despejar em forma untada e enfarinhada e assar em forno moderado por aproximadamente de 35 a 40 minutos ou que ao enfiar o palito o mesmo saia limpo. Quanto ao tempo no forno pode variar de um forno para outro por isso tem mesmo é que enfiar um palito para ter certeza se esta no ponto e  esse papo de que não pode abrir o forno só vale para os primeiros 30 minutos após ter colocado o bolo p/ assar, depois disso pode abrir que não  vai solar mais seu bolo. Boa Sorte!




segunda-feira, 7 de julho de 2014

Suflê de brócolis





Nesse ponto aqui, já foi cozido e refogado no alho e na cebola, também é uma ótima opção para comer com um arroz branquinho com um fio de azeite



O brócolis já gostoso por si só, mas hoje resolvi  incrementar o almoço de domingo e fiz esse belo e delicioso suflé. Não é nada difícil e até bem simples e gostoso de fazer. O suflé é de  origem francesa, este clássico garantiu seu espaço na cozinha dos brasileiros. É uma preparação leve, rápida e super fácil de fazer!
A primeira receita surgiu em meados do século XIX, e foi assinada pelo famoso Chef francês Antonin Carême. Carême é mundialmente conhecido como o “rei dos cozinheiros e cozinheiro dos reis” além de ser o fundador da haute cuisine, a alta gastronomia francesa.

O nome soufflé (soprar em francês) se dá porque o ar incorporado nas claras batidas se expande ao ser aquecido. O soufflé cresce como um bolo, porém não é muito estável. Por conta disso, deve ser assado o momento do serviço, ou como dizemos nos restaurantes, a lá minute!

Fonte: http://cooklovers.tumblr.com/


Ingredientes:

1  brócolis americano  limpo e com os floretes separados
3 colheres (sopa) de margarina becel
1 cebola picada
3 dentes de alho socados
3 gemas
1/2 de xícara (chá) de leite light
1 colher (sopa) rasa de amido de milho
sal e pimenta a gosto
1 pitada de noz-moscada
1 caixinha de creme de leite light
1 copo de requeijão light
3 claras batidas em neve
1/2 colher sobremesa de fermento em pó
Acessório:
Refratário alto, próprio para suflê, untado com manteiga ou Refrátario retângular

Modo de preparo:

Cozinhe os brócolis no vapor até ficarem macios. Ou cozinhe - os no micro-ondas por 4 minutos semi tampados, mexendo na metade do tempo. Pique grosseiramente e reserve. Em uma panela, aqueça a margarina. Doure o alho e a cebola. Acrescente os brócolis e refogue. Reserve. No liquidificador, bata as gemas, o leite e o amido de milho. Leve ao fogo baixo e cozinhe, mexendo sempre até engrossar. Deixe esfriar um pouco, tempere com o sal e a noz-moscada. Junte o creme de leite, o requeijão, o fermento em pó  e as claras em neve delicadamente. Ponha  o brócolis, em uma forma própria para suflê untada com margarina  ou em um refratário retângular também untado com margarina e leve ao forno médio durante 30 minutos até ficar douradinho ou que ao enfiar o palito o mesmo saia limpo. Sirva em seguida. 
Dica:Você pode substituir o brócolis por espinafre ou couve-flor.

É Bom Saber:

O Brócolis é uma hortaliça rica em vitamina C, importante para o sistema imunológico e absorção do ferro; vitamina A, essencial para visão e reprodução; fibras, necessárias para o bom funcionamento do intestino; cálcio, que participa da mineralização de ossos e dentes, além da regulação da pressão sanguínea; e ácido fólico, importante para a replicação celular e bom funcionamento do sistema nervoso e imunológico.

Os carotenóides presentes em grandes quantidades no brócolis são o betacaroteno, luteína e zeaxantine. Estes são poderosos antioxidantes que podem ajudar a prevenir certas doenças relacionadas com o envelhecimento. Estes antioxidantes neutralizam os radicais livres, que causam danos às células saudáveis. Adicionalmente, algumas pesquisas já evidenciaram que o consumo desta hortaliça pode combater vários tipos de câncer, além de minimizar os riscos de catarata, reduzir o colesterol sérico e prevenir doenças cardiovasculares.

Fonte: http://naturezaviva.net.br/

sábado, 5 de julho de 2014

Quiche Aberta de Espinafre com Queijo


 Uau! Ficou simplesmente deliciosaaaaaa!!! Muito gostosa mesmo, vale a pena conferir esta receita, fazer e dividir com toda a família e amigos.É uma ótima opção para o  lanche da   tarde, mas acompanhada de uma salada  verde substitui tranquilamente  uma refeição do dia. Ah, já ia me esquecendo de comentar, essa receita tirei do site do Daniel Bork do Dia a Dia,  com algumas alterações. Gosto de simplificar ao máximo minhas receitas e sempre que possível dou meu toque pessoal a cada uma delas.






Ingredientes
Para a Massa:

  • 300 gramas de farinha de trigo
  • 150 gramas de margarina em tabletes (1 tablete e meio)
  • 2 ovos
  • 1 colher (chá) de sal


Para o Recheio:
  • 2 colheres (sopa) de óleo
  • 2 dentes de alho fatiados
  • 1 cebola média fatiada
  • 2  maços de espinafre escaldadas, bem  batidinhas  e escorridas
  • sal  a gosto
  • 100 gramas de queijo minas padrão ralado
  • 100 gramas de queijo branco ralado
  • 200 gramas de creme de leite
  • 2 ovos
  • finalize com salsa e cebolinha a gosto

Preparo da Massa:

Para a massa, coloque todos os ingredientes  em uma vasilha e misture bem até ficar uma massa homogênea. Em seguida, tampe a vasilha com uma toalha de prato e  deixe descansar  por aproximadamente 30 minutos. Retire a massa, abra em  uma assadeira, espalhando com as mãos. Se tiver uma   assadeira  de fundo falso, melhor ainda, pois  o resultado final de sua torta será mais bonito. Caso contrário não tem nenhum problema. Reserve.


Preparo do Espinafre:
Lave bem o espinafre separando as folhas, tirando os talos mais grossos deixando os mais fininhos. Pegue uma panela grande. Coloque, as folhas do espinafre, uma pitada de sal e água o suficiente para dar uma rápida aferventada. Leve ao fogo e quando começar a ferver desligue e abafe por uns 10 minutos. Escorra, esprema bem o espinafre.Pique o espinafre com a faca, batendo bem sobre uma tábua em todos os sentidos até que o espinafre fique bem picadinho. Coloque-o em uma peneira fina e deixe escorrer bem, apertando com um as costas de uma colher para que saia toda água do espinafre. 

Para o recheio, em uma panela com óleo refogue,   o alho e a cebola. Coloque o espinafre que já foi  bem batidinho e já esta bem  sequinjo.  Em uma tigela coloque o creme de leite, o leite, os ovos, a salsa e a cebolinha, os queijos. Tempere, bata com um fouet, acrescente o espinafre reservado e coloque na assadeira com a massa reservada. Leve ao forno moserado (180ºC) por aproximadamente 45 minutos ou até que fique bem firme e dourada.

Fonte:http://entretenimento.band.uol.com.br/diadia/receita/22753/Quiche-de-Espinafre-com-Queijo-Estepe.html.

É  Bom Saber:
Alemanha e França dividem a procedência desse delicioso prato. Comum na região francesa da Alsácia-Lorena, a quiche tem origem remota no chen, uma espécie de torta alemã. 

Mas nem sempre o prato teve esse nome. Quando da sua origem, datada do século 16, na cidade francesa de Nancy, ele ainda recebia o nome de "féouse". A iguaria nada mais é do que uma torta salgada recheada com uma espécie de pudim cremoso de cebola, ovos, creme de leite fresco, toucinho, pimenta do reino, noz moscada e sal. 

Por extensão, a maioria das tortas salgadas feitas no mesmo formato passaram a levar o nome de Quiche Lorraine. Vale lembrar: a massa que envolve o recheio, chamada de "podre" ou esfarelada, recebe também na gastronomia francesa o nome de pâte brisée, quando salgada e pâte sucrée quando doce. 

Espinafre

Como a maioria das hortaliças de folhas verde-escuras, o espinafre é recomendado principalmente para gestantes e crianças, pois previne a anemia e a desnutrição. O alimento é indicado também para as gestantes, por ser uma importante fonte de ácido fólico.

 O ácido fólico é uma vitamina que contribui diretamente para a formação do tubo neural do feto e essencial para o tratamento de certas anemias, além de contribuir para a manutenção da memória, fluência da fala e velocidade de processamento das informações.
 A hortaliça também colabora para conservação da pele, proteção do aparelho digestivo e, principalmente, a manutenção do sistema nervoso, tornando-se essencial para o desenvolvimento dos nervos e do cérebro.


sexta-feira, 4 de julho de 2014

Abrobinha Italiana Recheada Light

Aqui em casa  toda semana tem abobrinha na cardápi da família. É um legume que cozinha muito rápido, tem muita água, é de fácil digestão e  é rica em vitamina A, que auxilia o crescimento, conserva a saúde da pele e da vista. Contém também sais minerais importantes, como o cálcio, o ferro e o fósforo.

A abobrinha tem ainda uma boa quantidade de celulose, elemento que ajuda o bom funcionamento do intestino. na hora de comprar dê   preferência às abobrinhas de casca brilhante e que estejam bem firmes. Evite as rachadas ou furadas por bichos. Não compre abobrinhas com manchas escuras ou partes moles, isto indica que elas ficaram expostas ao sol por muito tempo.








Ingredientes:

2 abobrinhas italianas médias
2 colheres (sopa) de óleo
2 tomates sem pele e sem sementes picados
1 colher (chá) de sal
1/2 xícara (chá) água quente

Recheio:

300 g de carne moída
3 dentes de alho picados ou passados pelo espremedor
1 cebola média picada
1/2 xícara de salsa e cebolinha
sal e pimenta do reino a gosto
2 folhas de louro

Preparo:

Corte as pontas das abobrinhas com auxílio  de uma faca  e retire o miolo.Reserve. Não jogue fora o miolo. Reserve também.

Recheio:

Coloque a carne moída junto com alho, as folhas de louro  e o sal em uma panela ou frigideira funda. Vá refogando até ficar bem sequinha. Acrescente a cebola picada, a salsa e a cebolinha e refogue mais um pouco.Retire as folhas de louro e  recheie as abobrinhas com a carne refogada, recoloque a ponta retirada e prenda com palitos.

No fogão:

Em uma panela, aqueça o óleo e coloque as abobrinhas, os tomates picados e o sal. Cozinhe por 15 minutos em fogo baixo com a panela tampada, colocando a água aos poucos. Abra a panela e veja um garfo o ponto do cozimento. Se necessário deixe por mais alguns minutos. Sirva a seguir.

No Miro-ondas:


Em uma vasilha retângular para  micro-ondas coloque as aborinhas, os tomates por cima, orégano a gosto, sal a gosto e 4 colheres (sopa) de água. Tampe a vasilha, mas não totalmente. Ligue o micro-ondas na potência  Alta P 10   por 14 minutos, sendo que aos 7 minutos dê pausa  no  micro-ondas e vire as abobrinhas, teste o ponto de cozimento com um garfo porque cada micro-ondas tem potências diferentes. Ligue novamente e deixe por mais 7 minutos.