.

Clique aqui e escolha a sua no Site TonyGifsJavas.com.br

O SABOR DA VIDA COMEÇA NA COZINHA


.

sábado, 22 de abril de 2017

Doce em Calda de Laranja Kinkan (Laranja de Ouro) Por Betechef




Para quem não conhece essa variedade de laranja, ela é bem miudinha, cerca de 5 cm de diâmetro. Acho um pouco amarga, mas a compota fica simplesmente uma delícia!

Ingredientes:

1 kg de laranjas kinkan
800 kg de açúcar cristal
2 pau de canela
Água o suficiente para cobrir as laranjas

Preparo:
Comece a receita lavando bem as laranjas. Feito isso corte-as ao meio, retirando seus caroços. Depois deste processo pegue as laranjas e coloque em uma vasilha com água o suficiente para cobri-las e deixe-as de molho por doze horas, trocando a água.  Terminando esse processo pegue uma panela grande e alta, coloque as laranjas, o açúcar, a canele em pau e água o suficiente para cobri-las. Leve ao fogo por mais ou menso uma hora ou até ficar transparente e macia e com a calda grossa.


É Bom Saber:

Kinkan, a “laranja de ouro”

Kumquat, em chinês, e Kinkan, em japonês, significam “laranja de ouro”. Mas, com este nome e aparência, a frutinha não é uma laranja. A espécie pertence ao gênero Fortunella, e não ao Citrus. Por isso, apresenta alguns diferenciais, como a menor quantidade de gomos e a casca mais fácil de digerir.

De uso versátil na cozinha, indicada para fazer doces, geléias e reduções para acompanhar pratos salgados. É rica em nutrientes e vitaminas, de uma maneira desproporcional a seu tamanho. Tanto quanto a leveza: 100 gramas têm apenas 71 calorias.

Vitamina C
Kinkans são uma grande fonte de vitamina C. Elas contêm 73% da ingestão diária recomendada desta vitamina. Para nós, sua melhor atuação é no auxílio à perda de peso. A vitamina C ajuda na produção de um aminoácido chamado L-carnitina, responsável em transformar a gordura ingerida em energia. Quanto mais a L-carnitina é produzida, mais eficiente será o processo metabólico e a queima de gordura.



domingo, 16 de abril de 2017

Torta de Biscoito com Mousse de Chocolate Por Betechef





A mousse de chocolate é uma das mais clássicas sobremesas francesas, que representa muito bem a força e a qualidade da confeitaria do país. Tão fácil quanto faze-la é descreve-la, onde seu nome que significa “espuma” em francês já é autoexplicativo. Trata-se de um creme bem aerado, leve, e com intenso gosto de chocolate. Existem diversas maneiras de fazer uma mousse de chocolate, e adaptações surgiram ao longo do tempo, mas o original ainda se destaca e para fazê-lo basta atentar para alguns detalhes e dicas fundamentais.


Ingredientes da Massa:
200 g de biscoito maisena
100 g de margarina 



Ingredientes do Mousse:

1 tablete de chocolate ao leite (150 g)
3 colheres de chocolate em pó
1 lata de leite condensado
1 caixinha de creme de leite (200 g)
1 sachê de gelatina em pó incolor e  sem sabor (24 g)
1/2 xícara (chá) de água fria
1/2 xícara (chá) água quente


Para Decoração:

1 barra de chocolate ao leite (150) ralada


Preparo da Massa:

Triture o biscoito no liquidificador ou processador, aos poucos. Numa tigela, junte à farinha do biscoito com a manteiga.  Usando as pontas do dedos, vá integrando a manteiga à farinha aos poucos, até que a mistura esteja úmida por completo. Forre uma forma redonda de fundo removível de 23 cm. Leve ao forno, por aproximadamente 20 minutos, ou até que esteja levemente dourada.

Preparo da Cobertura:
Coloque no liquidificador  o leite condensado, o creme de leite, as três colheres de sopa de chocolate em pó, a barra de chocolate dissolvida no micro-ondas por 1 minuto na potência alta (P 10) ou em banho maria,  e a gelatina hidratada (com 6 colheres (sopa) de água leve ao microondas por 40 segundos ou coloque em banho maria para dissolver bem). Bata tudo muito bem. 

Montagem da Torta:
Despeje esse creme por cima na torta já assada e reservada. Leve à geladeira espere tomar consistência, desinforme. Decore com a barra de chocolate ralada. Bom Apetite! 


É Bom Saber:

– O que é banho maria? O banho maria é um meio de calor indireto, ou seja, quando o calor é transmitido pela água. É indicado para cozinhar alimentos mais sensíveis a altas temperaturas, como o chocolate. Trata-se do cozimento de algo através do calor do vapor da água. Para isso é preciso adicionar água em uma panela, esperar ferver, e colocar um recipiente por cima sem encostar na água. Dessa maneira tudo que for cozido em banho maria jamais irá ferver ou passar da temperatura desejada.

– Derretendo chocolate no micro-ondas: é uma boa alternativa ao banho maria e mais rápida. Lembrando sempre que o chocolate não pode com altas temperaturas, derreta-o de 20 em 20 segundos mexendo sempre. Nesse caso, a potência do micro-ondas não pode estar no máximo




sexta-feira, 31 de março de 2017

Iogurte Sabor Morango Enriquecido com Grãos Por Betechef






Ingredientes:
1 litro de leite longa vida ou  1 litro de leite de saquinho A ou B
1 pote de iogurte sabor morango 
(170g) 

Mix de grãos de sua preferência

Preparo:
Em uma leiteira, coloque o leite e leve ao fogo baixo e deixe amonar. O ponto certo é quando você coloca seu dedo indicador no leite e a temperatura estiver morna que no ponto seu dedo suporte. Ou se tiver termômetro culinário a temperatura ideal é de 45°graus. Misture o iogurte delicadamente, mexendo com uma colher de pau. Despeje em uma vasilha cubra com papel filme plástico. Embrulhe com uma toalha e deixe descansar por 12 horas em lugar fora de corrente de ar. Ou se tiver iogurteira assim como eu faça uso dela.  Dura 5 dias se mantido na geladeira. Na hora de servir enriqueça seu iogurte com adição de grãos de sua preferência. No meu coloquei aveia em flocos, linhaça e castanha do para. O resultado é um iogurte delicioso. Vale a pena fazer.



É Bom Saber:

Iogurte: poderoso alimento

Proteínas, vitaminas, minerais, fósforo e cálcio – muito cálcio. Tudo isso dentro do potinho, para comer de colherada e no sabor que você quiser: do tradicional morango, passando por baunilha, mamão e nozes.
Esse é o iogurte, um leite fermentado produzido a partir da adição de lactobacilos, tipo de bactéria benéfica.
Esses micro-organismos utilizam o açúcar do leite (lactose) para produzir energia e se proliferar e eliminam ácido láctico, substância que aumenta a acidez da flora intestinal e inibe a proliferação das bactérias nocivas. Os lactobacilos são resistentes ao ácido gástrico e à bile e, por isso, chegam ao intestino. Acredita-se que o alimento começou a ser consumido há mais de 3 mil anos pelos povos nômades, que utilizavam conhecimentos milenares para conservar alimentos perecíveis.
Ingredientes  encontrados no iogurte:
Proteínas: necessárias na construção, reparação e renovação dos tecidos do organismo. Participam da produção de anticorpos, hormônios e enzimas.
Cálcio: mineral fundamental na formação e manutenção dos ossos, dentes e unhas, além de participar das contrações musculares.

Vitamina A: restauração e construção de novos tecidos. É fundamental na saúde da visão e da pele, auxilia no tratamento de acne e da queda de cabelo.

Vitaminas do complexo B: participam do metabolismo de proteínas, lipídios e carboidratos. Têm papel importante na produção de energia, na oxidação das células, na produção de neurot


quarta-feira, 29 de março de 2017

Risoto de Abóbora


Repare na foto a consistência desse risoto, ficou simplesmente delicioso. Super cremoso e delicioso demais. Vale a pena conferir!



O risoto que surgiu na Lombardia (norte da Itália) é apenas um desses exemplos e representa muito bem a cultura gastronômica italiana.

O Risoto que significa “pequeno arroz” é um prato italiano que surgiu no norte do país da velha bota, mais precisamente na região da Lombardia. É difícil de acreditar que mesmo na maneira que nasceu esse prato, ele possui uma alta aceitação hoje.


O grão de arroz ideal para o risoto difere do nosso arroz do dia a dia. É um tipo de arroz com forma arredondada e com alta concentração de amido na composição, proporcionando uma cremosidade única. Arbóreo, Carnaroli e o Vialone nano são os principais dentre os vários tipos de existentes. O arbóreo o mais disponível e barato, e o Carnaroli considerado o melhor pela maior quantidade de amido.Saiba mais sobre a história do Risoto

Ingredientes:
1 kg de abóbora bem madura
1 colher (sopa) de óleo
4 cebola tamanho médio picada
1¹/² litro de água fervente
sal a gosto
2 xícaras (chá) de arroz arbóreo
4 colheres (sopa) de manteiga
1/3 de xícara (chá) de queijo parmesão ralado 

Preparo:
Descasque a abóbora e pique-a.Coloque o óleo e a cebola em uma panela média e leve ao fogo até que a cebola fique douradinha, mexendo sem parar. Adicione a abóbora e deixe cozinhar por 2 a 3 minutos, mexendo sempre. Acrescente 1¹/² litro de água fervente e sal a gosto.Deixe levantar fervura em fogo forte. Diminua a chama para o minimo e cozinhe até a abóbora ficar ligeiramente macia. Aumente o fogo e, junte o arroz. Mexa bem e deixe ferver novamente.Diminua o fogo, tampe a panela e deixe cozinhar por cerca de 18 minutos, quando o arroz deverá estar al dente, e o risoto, bem cremoso. Apague o fogo, adicione a manteiga e o queijo parmesão.Mexa até derreter completamente a manteiga, Tampe a panela e deixe descansar por 2 a 3 minutos. Sirva a seguir e, quiser com mais queijo ralado, à parte.

Dica:
Para esta receita, a abóbora deve estar bem madura. Se quiser, prefira abóbora japonesa tipo kabotchá, que dá um excelente resultado. Se o risoto não ficar cremoso, pingue um pouco mais de água quente antes de acrescentar a manteiga e o queijo. A minha receita ficou super cremosa, não precisei acrescentar mais nada. Uma delícia!




Arroz Arbóreo



Abóbora Cabotiã

Também conhecida como Abóbora Japonesa é rica em fibras, vitaminas, minerais e antioxidantes. Possui baixo índice glicêmico e poucas calorias. Seus benefícios incluem: maior saciedade; melhora do sistema imune, memória, pele e cabelo; combate aos radicais livres; prevenção de câncer e problemas oculares. A cabotchá é mais consistente e menos úmida, sendo a polpa ideal para preparar pratos salgados, como sopas e refogados. 




terça-feira, 28 de março de 2017

Arroz de Carreteiro

Arroz carreteiro (ou arroz-de-carreteiro) é um prato típico da culinária brasileira, originário do Rio Grande do Sul. Surgiu quando os carreteiros (mercadores ambulantes que atravessavam o sul do Brasil em carretas puxadas por bois) aproveitavam os restos do churrasco e os comiam juntamente com arroz. O prato foi incorporado à cozinha brasileira e hoje é comum saboreá-lo em todo o país.


Ingredientes
2 xícaras (chá) de arroz agulhinha 

4 xícaras (chá) de água 
100 g de carne seca dessalgada e desfiada
250 g linguiça calabresa aperitivo
70 g de bacon defumado em cubinhos
2 colheres (sopa) de óleo 
1/2 cebola 
2 dentes de alho 
2 folhas de louro 
1/2 xícara (chá) de salsinha fresca 
pimenta-do-reino moída na hora a gosto
1 limão (opcional)


Modo de Preparo
1. Leve uma chaleira com um pouco mais de 4 xícaras (chá) de água ao fogo baixo. Descasque e fatie meia cebola em meias-luas finas. Descasque e pique fino os dentes de o alho. Corte a linguiça em 3 pedaços na diagonal. 


2. Numa panela grande, aqueça o óleo em fogo médio. Doure o bacon e a linguiça calabresa por 5 minutos, mexendo de vez em quando.

3. Junte a cebola e refogue por 2 minutos, mexendo sempre, até ficar transparente. Acrescente o alho e misture por apenas mais 1 minuto.

4. Junte a carne seca o arroz e as folhas de louro. Mexa bem, por cerca de 1 minuto.

5. Antes de começar a grudar no fundo da panela, meça 4 xícaras (chá) de água fervente e regue o arroz. Misture bem, raspando o fundo com a colher de pau e tampe parcialmente a panela. 

6. Deixe cozinhar até que o arroz absorva toda a água, por cerca de 20 minutos - para verificar se a água secou, fure o arroz com um garfo para ver fundo da panela; se ainda estiver molhado deixe cozinhar mais um pouco.

7. Desligue o fogo e mantenha a panela tampada por 5 minutos para que o arroz termine de cozinhar no próprio vapor. Enquanto isso, lave, seque e pique fino a salsinha.

8. Sirva a seguir com salsinha picada e pimenta-do-reino moída na hora a gosto. Fica ótimo com gotas de limão.




sexta-feira, 24 de março de 2017

Bolo De Banana Com Casca + Biomassa e Aveia em Flocos



Essa receita ficou mesmo tudo de bom, super macio e bem levinho. É um bolo do bem com ingrediente que só fazem bem para sua saúde. A foto não ficou muito bonita, mas o bolo ficou realmente delicioso e super fofinho. 

Ingredientes:
4 ovos2 bananas nanicas prata bem lavadas com casca
1¹/² xícara (chá) de açúcar demerara
1 xícara (chá) de aveia em flocos
1 xícara (chá) bem cheia de biomassa de banana verde
1 colher  (sobremesa) rasa de canela em pó
1 colher de sopa de fermento em pó

Cobertura:
4 colheres (sopa) de chocolate
3 colheres (sopa) de açúcar demerara
1 colher (sobremesa) de óleo de coco
4 colheres (sopa) de leite  de sua preferência ( eu usei de arroz)

Preparo da Calda:
Em uma panela coloque todos os ingredientes, misture bem e leve ao fogo.Mexa sem parar até que fique uma calda encorpada e brilhante. O ideal é fazer a calda depois do bolo pronto.

Preparo:

Em um liquidificador coloque os ovos, o açúcar, a biomassa e as bananas picadas com ma casca e tudo. Bata tudo muito bem, até ficar uma mistura bem homogênea.Reserve. Feito isso em uma vasilha redonda coloque a aveia, a canela e o fermento em pó. Misture e a seguir coloque aos poucos a mistura a mistura batida no liquidificador. Depois de tudo bem misturado, unte e enfarinhe um tabuleiro tamanho médio e coloque a massa batida. Leve ao forno em temperatura média por aproximadamente 40 minutos ou até que ao enfiar o palito o mesmo saia limpo. Agora é só se deliciar.


É Bom Saber:

Biomassa de Banana Verde

A biomassa de banana verde é feita a partir da banana verde, trazendo benefícios para a saúde como:

Ajudar no emagrecimento, pois é pobre em calorias e rica em fibras que dão a sensação de saciedade;

Combater a prisão de ventre, por ser rica em fibras;

Combater a depressão, por ter triptofano, uma substância importante para formar o hormônio serotonina, que aumenta a sensação de bem-estar;

Diminuir o colesterol alto, pois ajuda a reduzir a absorção de gordura no organismo;

Prevenir infecções intestinais, pois mantém a flora intestinal saudável.


Para obter seus benefícios, deve-se consumir 2 colheres de sopa de biomassa por dia, que pode ser feita em casa ou comprada pronta em supermercados e lojas de produtos naturais.

Como fazer biomassa de banana verde

Para fazer biomassa de banana verde em casa pode ser guardada na geladeira por até 7 dias ou no congelador por até 2 meses.

Ingredientes
8 bananas nanicas verdes, de preferência orgânicas
Água o suficiente para cobrir as bananas

Modo de preparo
Lavar bem as bananas e colocá-las ainda com casca numa panela de pressão com água suficiente para cobrir todas as bananas. Levar ao fogo e deixar cozinhar na pressão por 10 minutos, deixando a panela esfriar naturalmente até perder a pressão. Retirar as cascas e bater a polpa ainda quente no liquidificador, guardando em seguida em pequenas porções na geladeira ou no congelador.




terça-feira, 21 de março de 2017

Mousse de Araçá Boi




A polpa do fruto é mole e sucosa, de cheiro agradável e de sabor ácido, podendo ser usada para refresco, sorvete, creme e outros. O aroma se perde facilmente com o calor, assim as geleias não mantêm o aroma original da fruta. A espécie apresenta potencial para conquistar um lugar de destaque no mercado nacional e internacional, principalmente como refresco natural, podendo ainda ser comercializada como polpa congelada ou suco engarrafado.





Ingredientes
Polpa de 4 araçás-bois
1 Lata de Leite condensado
1 Lata de creme de leite com soro


Preparo:
Lave os araçás bois. Corte-os ao meio e retire sua polpa retirando também suas sementes. Feito isso pegue um liquidificador e coloque a polpa dos araçás, o leite condensado e o creme de leite com o soro. Bata tudo muito bem até ficar bem consistente. Coloque em um refratário com tampa para não ressecar. Leve a geladeira e siva bem geladinho. É muito saboroso. 

Um pouco mais sobre o Araçá BoiPlanta de porte arbustivo, seus ramos partem diretamente do solo atingindo em média 3m de altura, pertencente a família das Myrtaceas a mesma da goiaba e jabuticaba, apresentando características aromáticas em suas folhas e frutos. O Araçá-boi é originária da região Ocidental Amazônica abrangendo além do Brasil, a Bolívia e Peru. Sua copa é esparsa, seu tronco de casca lisa e escamosa (característica da família) se ramifica em grande quantidade logo na altura do solo, suas folhas são opostas de consistência semi-coriácea (rígidas semelhantes a couro), suas flores são pequenas e brancas, de estames numerosos apresentando deicencia cimosa e florescem várias vezes ao ano

Apresentando varias aplicações, desde o armazenamento da polpa para a preparação de sucos, geleias e sorvetes, até a confecção de doces, chocolates etc,sendo possível também seu consumo in natura. Possui grande potencial nutritivo contendo vitaminas A, B e C e altas taxas de carboidratos e proteínas, sendo considerado uma novidade no mercado nacional e internacional apesar de a muito já ser conhecido e utilizado pelas comunidades do Norte do Brasil.