.

Clique aqui e escolha a sua no Site TonyGifsJavas.com.br

O SABOR DA VIDA COMEÇA NA COZINHA


.

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Bodas de Nácar ou Madrepérola – 31 anos de casamento




NÁCAR – É a substância que representa as Bodas de 31(trinta e um) anos de casamento.
é uma substância calcária, branca, dura, brilhante, com reflexos irisados, que revestem o interior de certas conchas. Também é conhecida como concha cor-de-rosa, nacarada, mais conhecida como MADREPÉROLA.

Mais um ano juntos, são muitas histórias, muitos momentos ... enfim uma vida de cumplícidade e muito amor. Uma família linda! Dois filhos maravilhosos e um netinho encantador... o que mais podemos querer  senão mais anos de amor, companheirismo, amizade, saúde, união e muitas alegrias. Obrigada Senhor por tantas bençãos!!!


Haja criatividade!

Embora ocorram variações nos materiais associados, a lista abaixo é a que encontramos mais freqüentemente:

01º - Bodas de Papel 
02º - Bodas de Algodão 
03º - Bodas de Couro ou Trigo 
04º - Bodas de Flores, Frutas ou Cera 
05º - Bodas de Madeira ou Ferro 
06º - Bodas de Açúcar ou Perfume 
07º - Bodas de Latão ou Lã 
08º - Bodas de Barro ou Papoula 
09º - Bodas de Cerâmica ou Vime 
10º - Bodas de Estanho ou Zinco 
11º - Bodas de Aço 
12º - Bodas de Seda ou Ônix 
13º - Bodas de Linho ou Renda 
14º - Bodas de Marfim 
15º - Bodas de Cristal 
16º - Bodas de Safira ou Turmalina 
17º - Bodas de Rosa 
18º - Bodas de Turquesa 
19º - Bodas de Cretone ou Água Marinha 
20º - Bodas de Porcelana 
21º - Bodas de Zircão 
22º - Bodas de Louça 
23º - Bodas de Palha 
24º - Bodas de Opala 

25º - Bodas de Prata 

26º - Bodas de Alexandrita 
27º - Bodas de Crisoprásio 
28º - Bodas de Hematita 
29º - Bodas de Erva 
30º - Bodas de Pérola 
31º - Bodas de Nácar 
32º - Bodas de Pinho 
33º - Bodas de Crizopala 
34º - Bodas de Oliveira 
35º - Bodas de Coral 
36º - Bodas de Cedro 
37º - Bodas de Aventurina 
38º - Bodas de Carvalho 
39º - Bodas de Mármore 
40º - Bodas de Esmeralda 
41º - Bodas de Seda 
42º - Bodas de Prata dourada 
43º - Bodas de Azeviche 
44º - Bodas de Carbonato

45º - Bodas de Rubi 

46º - Bodas de Alabastro 
47º - Bodas de Jaspe 
48º - Bodas de Granito 
49º - Bodas de Heliotrópio 


50º - Bodas de Ouro 

51º - Bodas de Bronze 
52º - Bodas de Argila 
53º - Bodas de Antimônio 
54º - Bodas de Níquel 
55º - Bodas de Ametista 
56º - Bodas de Malaquita 
57º - Bodas de Lápis-lazúli

61º - Bodas de Cobre
62º - Bodas de Telurita 

63º - Bodas de Sândalo aliança com brilhante - compare preço de anéis
64º - Bodas de Fabulita 
65º - Bodas de Platina 
66º - Bodas de Ébano 
67º - Bodas de Neve 
68º - Bodas de Chumbo 
69º - Bodas de Mercúrio 
70º - Bodas de Vinho
71º - Bodas de Zinco 
72º - Bodas de Aveia 
73º - Bodas de Manjerona 
74º - Bodas de Macieira 

60º - Bodas de Diamante 

75º - Bodas de Brilhante ou Alabastro

76º - Bodas de Cipestre 
77º - Bodas de Alfazema 
78º - Bodas de Benjoim 
79º - Bodas de Café 
80º - Bodas de Nogueira ou Carvalho
81º - Bodas de Cacau 
82º - Bodas de Cravo 
83º - Bodas de Begônia 
84º - Bodas de Crisântemo 
85º - Bodas de Girassol 
86º - Bodas de Hortênsia
87º - Bodas de Nogueira
88º - Bodas de Pêra
89º - Bodas de Figueira
90º - Bodas de Álamo
91º - Bodas de Pinheiro
92º - Bodas de Salgueiro
93º - Bodas de Imbuia
94º - Bodas de Palmeira
95º - Bodas de Sândalo
96º - Bodas de Oliveira
97º - Bodas de Abeto
98º - Bodas de Pinheiro
99º - Bodas de Salgueiro
100º - Bodas de Jequitibá 

O próximo ??? Ora, use a imaginação !!!

Vale a pena comemorar! Não achas? Então faça acontecer, faça valer a pena!





domingo, 19 de outubro de 2014

Risoto Fácil de Brócolis




Alguns segredinhos e truques, revelados aqui pela consultora da CLAUDIA COMIDA & BEBIDA, Betinna Orrico.
Segundo ela, a técnica do verdadeiro risoto - "arrozinho", em italiano - explora as propriedades incomuns de certos tipos de arroz para obter o ponto ideal: bem úmido e com os grãos al dente.

Os mais indicados são os de origem italiana (arbório, carnaroli, vialone e razza), que absorvem bem a água e o sabor dos temperos. Eles são ricos em amilopectina, amido que se dissolve durante o cozimento e garante a cremosidade do prato. Além disso:

· A qualidade, a marca e o tipo do arroz determinam a quantidade de caldo utilizada. Se é uma variedade que absorve menos líquido, sobrará um pouco da medida indicada na receita.

· O vinho, embora indicado em quase todas as receitas, não é obrigatório.

· Depois de pronto, deixe o risoto descansar na panela e mexa com um garfo para soltar os grãos.

· O risotto in bianco ganha cor e sabor quando enriquecido com suco de beterraba, cenoura ou salsão.

História curiosa

O mais famoso dos risotos, o risotto alla milanese, que leva açafrão, cebola, vinho branco seco, caldo de galinha e queijo parmesão, tem uma história curiosa.
Conta a lenda que, em 1574, enquanto se preparava a festa de casamento de uma moça de família tradicional de Milão, capital da Lombardia, um artesão que trabalhava nos vitrais do Duomo di Milano deixou cair na panela de risoto um dos saquinhos de pistilos de açafrão - utilizados na época nas pinturas e nos vidros.
O chef encarregado do banquete, encantado com o sabor e a cor dourada que o ingrediente inesperado acrescentara ao arroz, teria batizado o prato.
Vamos a minha receitinha que é simples, mas muito saborosa!!! 

Ingredientes:
1 colher (sopa) de óleo
3 destes de alho
1 ¹/² de xícara (chá) de arroz branco  lavado e escorrido
sal a gosto
2 xícaras (chá) de floretes de brócolis cozido
1 caixinha de creme de leite (200 g)
3 colheres (chá) de queijo minas meia cura ou se preferir mussarela light
3 xícaras (chá) de água fervente (pode usar a água que cozinhou o brócolis)

Preparo:
Em uma panela, aqueça o óleo e deixe o alho começar a dourar. Coloque o arroz e refogue -o bem. Junte o sal a gosto. Adicione as três xícaras de água e deixe cozinhar em fogo baixo com a panela semitampada por cerca de 15 minutos. Desligue o fogo e misture o brócolis e o creme de leite. Polvilhe com o queijo ralado e sirva quentinho.

Dica
Se gostar misture duas colheres (sopa) de castanha -de - caju picada.




sábado, 18 de outubro de 2014

Pão Doce Light










O homem come pão há mais de 10 mil anos. Segundo historiadores, ele teria sido um dos primeiros alimentos preparados no fogo, mas era achatado e duro. Apenas no Egito, milhares de anos depois, é que foi descoberto o processo de fermentação, e ele cresceu e se tornou mais macio. Os gregos levaram a descoberta egípcia para a Europa e aperfeiçoaram a técnica, já os romanos espalharam o costume para o restante do continente.

Ao longo dessa história, ele se tornou item tão importante na alimentação que virou metáfora para comida na mesa e fartura, e foi alçado a símbolo de diversas religiões. Está presente nos livros sagrados e se destaca em festas e celebrações religiosas. É o alimento que se multiplica para sustentar a todos, é o corpo de Cristo na comunhão e o presente de Deus aos judeus. Um alimento essencial.

Eu sempre gostei muito de fazer pães, pra mim é como uma terapia e quando vejo os pães prontos, quentinhos e deliciosos  fico ainda  mais feliz. É claro que é um pouquinho trabalhoso, mas depois que você pega o jeitinho...ah!... você se apaixona. Nesta receita fiz algumas alterações como  a troca de 1 xícara de farinha de trigo comum por integral, tirei o açúcar e coloquei adoçante dietético, enfim fiz algumas alterações para deixar a receita mais saudável. Espero que goste!!!

Ingredientes:
1 sachê de fermento biológico
1 xícara (chá) de água
2 xícara (chá) de farinha de trigo
1 xícara (Chá) de farinha de trigo integral
2 colheres (sopa) de margarina light de preferência
1 ovo inteiro
1 gema
1 pitada de sal
1 xícara (chá) de frutas cristalizadas
5 colheres (sopa) de uvas passas sem caroços
1/2 xícara (chá) sucralose (adoçante dietético p/ forno e fogão) ou o de sua preferência

Modo de preparo:
Misture o fermento com 1/2 xícaras (chá) de água e a metade da farinha. Junte a margarina, o ovo e o sal. Mexa bem. Vá acrescentando mais farinha e amassando suavemente, até que a massa se desgrude das mãos, mas não totalmente. Deixe-a descansar por meia hora, junte as frutas cristalizadas e as uvas passas. Molde seus pãezinhos e coloque-os numa fôrma untada e polvilhada. Pincele com gema de ovo. Deixe-a crescer por mais 30 minutos.  Leve-a ao forno  por aproximadamente 30 minutos ou até ficarem dourados e assados.  Tire os pães do forno e regue-os, ainda quente, com água quente adoçada com a sucralose e gotas de baunilha.

Rendimento: 12 porções

Fonte da receita original: http://www.minhavida.com.br/receitas/materias/189-pao-doce-light            


domingo, 12 de outubro de 2014

TAÇA MEIO -A-MEIO DE ABÓBORA DIET/LIGHT




Essa é uma sobremesa que quando você termina de comer fica com aquele gostinho na memória, uma enorme vontade de repetir. É light, muito leve e também mais uma receita bem fácil de fazer. É simpelsmente deliciosaaaaaaaaaa!!! Amei fazer  e achei melhor ainda saborea la.

Ingredientes:
  • 1/2 xícara (chá) de ricota amassada
  • 1/2 copo de requeijão cremoso light 
  • 4 colheres (sopa) de sucralose  (adoçante  em  pó diético forno e fogão) 
  • 200 g de abóbora descascada e picada
  • 3 cravos da índia
Preparo No Fogão :
Em uma tigela, misture a ricota com o requeijão até ficar homogêneo. Reserve. Em uma panela, coloque a abóbora, o adoçante e os cravos e cozinhe em fogo baixo por cerca de 30, ou até a abóbora ficar macia. Desligue o fogo, retire os cravos, amasse com um garfo  a abóbora e deixe esfriar. Distribua o creme de ricota e o doce de abóbora em taças. Sirva gelado.



No Forno Micro-ondas:
Em uma tigela, misture a ricota com o requeijão até ficar homogêneo. Reserve. Em uma vasilha que vá ao micro-ondas, coloque a abóbora, os cravos e cozinhe em  potência Alta (P 10) semi tampado  por 10 minutos mexendo na metade do tempo. Ou se precisar vá adicionando + 1 minuto, Micro-ondas de marcas diferentes podem variar o tempo de cozimento. Verifique se a abóbora esta  macia. Desligue o micr-ondas, retire os cravos, amasse com um garfo  a abóbora, tempere com o adoçante e deixe esfriar. Distribua o creme de ricota e o doce de abóbora em taças. Sirva gelado.



É Bom Saber:

*Sucralose:
É um adoçante derivado da cana de açúcar, isento de calorias, que pode ser utilizado por toda a familia, inclusive diabéticos e fenilcetonúricos. possui o sabor semelhante ao do açúcar, sem deixar sabor residual amargo. Pode ser utilizado para adoçar bebidas quentes e frias e também sobremesas zero açúcar. Saiba mais em: www. leneasucralose.com.br





*A ricota é um tipo de queijo com baixo teor de gordura e sabor suave, sendo uma boa alternativa para o preparo de receitas saudáveis. Fortalece os ossos e dentes por ser rico em cálcio, sendo que também é indicado na obtenção de massa muscular. Geralmente cada 50 gramas possui 69 calorias.


*A abóbora também é conhecida como jerimum ou moranga.Ricas em nutrientes como o caroteno, são ainda extremamente ricas em água; estima-se que o seu teor em água seja de 90%, por isso mesmo são pouco calóricas


Benefícios

+ Boa fonte de betacaroteno
+ Fonte razoável de vitamina E
+ Poucas calorias

Muito utilizadas, as abóboras constituem uma boa fonte de betacaroteno, que o organismo converte em vitamina A. As abóboras, nas suas inúmeras variedades, podem desempenhar um papel especialmente importante numa dieta vegetariana em que não entrem produtos de origem animal que forneçam aquela vitamina.

O betacaroteno é também um antioxidante que ajuda a evitar os efeitos dos radicais livres, que podem dar origem a certos tipos de cancro. Outro antioxidante que se encontra em quantidades razoáveis nas abóboras é a vitamina E.

As abóboras são facilmente digeríveis e raramente provocam alergias, pelo que constituem um excelente alimento para as crianças na transição entre a amamentação e a alimentação sólida. As sementes também devem ser aproveitadas, pois são uma fonte excelente de ferro e fósforo e ricas em potássio, magnésio e zinco.

Fonte: Coleção Viva saúde


segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Alberto Caieiro - Quando vier a Primavera

Bom Dia!!!
“Quando vier a Primavera, 


Se eu já estiver morto, 

As flores florirão da mesma maneira 

E as árvores não serão menos verdes que na Primavera passada. 

A realidade não precisa de mim.”
Poema, Quando vier a Primavera, de Alberto Caieiro, heterônimo de Fernando Pessoa, da série Poemas Inconjuntos (1913-1915). Veja a interpretação do poema, na íntegra, feito pelo ator português Pedro Lamares





Que sua primavera venha cheia de saúde, amor demis,muitas felicidades, alrgrias e flores coloridas. Que você viva em harmônia com sua família e tenha muita paz interior. Desejo que marque um  encontro com você mesmo(a) todos os dias e sinta muito feliz. Um Grande Abraço e Uma Feliz Primavera!!!

domingo, 21 de setembro de 2014

Bolo de Banana e Maçã Zero Açúcar Mexeu Tá Pronto



Clique no link e confira mais uma receita versátil e saudável para você começar sua semana.


Essa receita já é uma velha conhecida  do meu Blog, mas hoje fiz ela sem adição de açúcar  e de quebra adicionei farinha integral para colocar ainda mais saúde em sua mesa. Sabemos que o excesso do consumo do açúcar é prejudicial a saúde, não é mesmo? Nessa receita você pode pode até nem colocar o adoçante se não fizer questão do gostinho mais adocicado. Confira tenho certeza que você vai gostar. Boa Semana!


domingo, 14 de setembro de 2014

Pudim Sabor Maçã By Betechef





Bom Dia,

Falar a verdade é sempre bom, não é mesmo?!... Esse pudim fiz para o niver do maridão que é hoje, mas o aspecto não ficou lá essas coisas. Então resolvi partir e provar, mas para minha surpresa  o pudim ficou delicioso, ai resolvi dividir a receita com você.


Ingredientes do Pudim:
1 lata de leite condensado
1 medida (da lata) de Leite Integral
2 maçãs sem cascas e sem sementes picadinhas
3 ovos inteiros

Ingredientes da Calda:
Calda
1 xícara (chá) de açúcar
1/2 (chá) de água fervendo


Preparo da Calda:
Em uma panela de fundo largo, derreta o açúcar até ficar dourado. Junte meia xícara (chá) de água quente e mexa com uma colher de cabo longo. Deixe ferver até dissolver os torrões de açúcar e a calda engrossar. Forre com a calda uma forma com furo central ) e reserve.





Preparo do Pudim:
Em um liquidificador bata bem os ovos e as maçãs. A seguir coloque os outros ingredientes e bata mais um pouco. Despeje na forma reservada. Cubra com papel-alumínio e leve ao forno médio, em banho-maria  por cerca de 1 hora  ou até que ao enfiar o palito o mesmo saia limpo. Deixe esfriar um pouco, desenforme e leve a geladeira até a hora de servir.