.

Clique aqui e escolha a sua no Site TonyGifsJavas.com.br

O SABOR DA VIDA COMEÇA NA COZINHA


.

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Crochês de D. Geny


Origem do Crochê


Ninguém sabe ao certo a origem do crochê e existem diversas história e versões sobre, então resolvemos colocar duas delas aqui, para que vocês possam conhecer mais desta belíssima arte:




D. Geny um amor de pessoa que aos 89 anos pratica Ti chi chuan há 13 em anos em Irajá e adora fazer pintar e fazer crochê. Ela a Jóia do nosso grupo. Obrigada D. Geny pelo seu carinho... amo você!




Crochê:
  Crochê é uma espécie de artesanato feito com uma agulha especial que possui um gancho e que produz um trançado semelhante ao da malha ou da renda. Pode fazer vários desenhos, dependendo dos pontos empregados, etc.

Tipos:
   O crochê tunisiano é uma variedade do crochê, conhecido como crochê/tricô já que se assemelha um pouco ao tricô, utiliza uma única agulha, de gancho, onde consegue-se fazer os pontos.

A palavra foi originada de um termo existente no dialeto nórdico, com o significado de gancho (que é a forma do bico encurvado da agulha utilizada para puxar os pontos), que também originou croc, que em francês tem o mesmo significado. Ninguém tem a certeza de quando ou onde o crochê começou. Segundo os historiadores os trabalhos de crochê tem origem na Pré-história. A arte do crochê, como a conhecemos atualmente, foi desenvolvida no século XVI. O escritor dinamarquês Lis Paludan tentou descobrir a origem do crochê na Europa e fundamentou algumas teorias. A mais provável é a de que o crochê se originou na Arábia e chegou à Espanha pelas rotas comerciais do Mediterrâneo. Também há indícios posteriores da técnica em tribos da América do Sul, que usavam adornos de crochê em rituais da puberdade. Na China, bonecas eram feitas com a mesma técnica. Entretanto, o autor afirma que não há evidência concreta sobre o quão antiga é a arte do crochê.

A origem mais provável vem da técnica de costura chinesa, uma forma primitiva de bordado que foi difundida no Oriente Médio e chegou à Europa por volta de 1700. Mas o crochê só começou a ser fortemente difundido em 1800. A francesa Riego de La Branchardiere desenhou padrões que podiam ser facilmente duplicados e publicou em livros para que outras pessoas pudessem começar a copiar os desenhos. Os trabalhos com a técnica do crochê podem ser realizados com qualquer tipo de fio ou material. Tudo depende da peça a ser executada: uma toalha delicada ou uma colcha, um casaco ou um tapete resistente. Atualmente usa-se a técnica para confeccionar variadas peças, tudo depende da criatividade de cada um.

A história do Crochê:

O termo "crochê" deriva do vocabulário "croc", que quer dizer "gancho". Como os demais sistemas de fabricação de tecidos, é difícil traçar sua origem porque restaram poucas amostras antigas. Sabe-se que a técnica do crochê, desde o início, foi amplamente difundida pelo mundo todo, pois foram encontradas amostras antigas na China, Turquia, África e Europa, assim como nos EUA e América do Sul. O tecido resultante do crochê tem dois aspectos totalmente distintos: se for trabalhado com linhas e agulhas finas, produzirá um tecido aberto e delicado e muito semelhante à renda. Por outro lado, se forem utilizadas linhas e agulhas grossas, o tecido resultará espesso e firme. Este ultimo tipo é o mais conhecido. 

Os chineses utilizavam para confeccionar gorros; os turcos chapéus e os escoceses gorros e capas pesadas que eram utilizados pelos pastores - ai o crochê ficou conhecido como "trico de pastor". Este tipo mais compacto de crochê continua desfrutando de grande popularidade nos dias de hoje para confeccionar múltiplas peças de vestuário como, por exemplo, suéteres, casacos, jaquetas, meias e gorros. É, também, útil para fazer tapetes, mantas exales que proporcionam maior proteção contra o frio.O tecido de crochê pode ser trabalhado em peças planas ou em anéis, que podem se transformar em tecidos tubulares e medalhões. 

Nos Estados Unidos, na época em que as famílias pioneiras lá se fixaram, havia grande escassez de lã nova; assim, aproveitavam sobras de lã usada para fazer medalhões multicoloridos. Estes eram unidos, como patchwork, para confeccionar mantas, tapetes e xales. Este tipo de crochê continua ainda muito popular. Conhecidos como "quadrados da vovó" ou "quadrados afeganes", esses medalhões de cores vistosas podem ser usados para confeccionar roupas e também bolsas.O crochê é uma arte antiga e manual que revela muita criatividade. É feito com a agulha e linha e a partir disso cria-se outras peças. O crochê tem entrado até no mais alto nível de costura, muitas griffes estão usando esse artesanato.





Nenhum comentário: