.

Clique aqui e escolha a sua no Site TonyGifsJavas.com.br

O SABOR DA VIDA COMEÇA NA COZINHA


.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Natal: Tempo de Perdoar





Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus os perdoou em Cristo” – Ef 4,32



O natal é um dos períodos mais bonitos do calendário cristão; não apenas por que as ruas se vestem de luzes e cores, ou as casas recebem enfeites especiais, mas por que as pessoas se tornam mais fraternas. Há um clima amistoso que toma conta de todos. Nesse tempo é comum que inimigos se reconciliem, que famílias esqueçam suas diferenças – acumuladas durante todo o ano – e busquem aproximação. Todos se esforçam por presentear àqueles que lhes são mais queridos – por mais simples que o presente possa ser – exatamente para externar esse sentimento de querer bem. Para muitos, esse aspecto tão positivo se deve ao “espírito de natal”; seria como se, nessa época, algo mágico acontecesse e criasse esse ambiente de paz.



No entanto, há um sentido mais profundo movendo as pessoas na direção do bem. Não se trata do espírito de natal, mas da influência da graça de Deus sobre os corações dos homens. A Encarnação de Cristo, sua vinda a esse mundo foi um ato da livre graça de Deus e a demonstração do transbordamento do seu amor por nós pecadores. Essa atitude tão improvável de Deus em nosso favor ainda pesa nos corações dos homens, por mais afastados que possam estar do seu Criador.



O verdadeiro espírito do natal é o Espírito de Deus agindo nas pessoas. A memória humana ainda carrega um vestígio da imagem e semelhança do Pai. Lá no fundo, bem no íntimo de cada pessoa há uma consciência de que, em Jesus, Deus nos deu o perdão que não merecíamos, em lugar da punição que merecíamos. Assim, sua atitude radical em nosso favor – baseada unicamente em seu amor por nós – nos constrange e não nos deixa nenhuma escolha, se formos honestos, a não ser a decisão de nos abrirmos para o perdão.



Quem sabe possamos aproveitar esse momento tão propício para – além de dar e receber presentes – também dar e receber perdão. Lembre-se, Jesus veio até nós, mesmo sabendo que não haveria lugar onde ele pudesse nascer. Pelo bem da verdade, ainda hoje, em nossos corações tão assoberbados de tarefas e cuidados quase não há lugar para Ele. Mas o natal é um tempo oportuno.



Ainda temos a chance de buscar lá n

o fundo de nós um lugar, um espaço humilde o qual possamos dedicar a ele e deixá-lo agir por nosso intermédio. É assim que o Espírito de Deus pode operar a reconciliação, remover barreiras e aproximar pessoas.

Disponha-se a dar um grande presente a alguém: Libere o perdão, receba-o também; motive alguém a perdoar a outro. É certo que o seu natal será muito mais feliz.

Fonte:http://icnvcabofrio.com.br/

Nenhum comentário: