.

Clique aqui e escolha a sua no Site TonyGifsJavas.com.br

O SABOR DA VIDA COMEÇA NA COZINHA


.

sábado, 12 de março de 2016

Alho Negro







Há contraindicações?

O alho negro, em excesso, pode dar gases
Alho negro: o que é? Para que serve?

Cristina diz que o alho negro nada mais é do que um alho comum “envelhecido”: sob temperatura e pressão controladas, sem qualquer aditivo químico, ele matura e fermenta, ganhando uma cor bem mais escura e mudando de sabor.

O alho negro ainda é desconhecido da maioria das pessoas, mas vem rapidamente ganhando espaço nas cozinhas de quem não abre mão de alimentos saborosos, sem deixar a saúde de lado. E não é para menos: se aliado a hábitos alimentares saudáveis e a uma rotina regular de exercícios, o alho negro emagrece, ajuda a prevenir doenças e regula o colesterol.

Benefícios do alho negro

A nutricionista Cristina Trovó explica que o alho comum, rico em vitaminas, tais quais A, B1, B2, C, PP e diversos minerais, como enxofre, iodo, cálcio, magnésio e zinco, já tem inúmeros benefícios por si só – propriedades que são ainda mais fortes no alho negro. 

Veja só:

O alho negro pode ajudar a emagrecer
Ele ajuda a regular a pressão arterial e a diminuir o colesterol;

O alho negro é termogênico e aumenta o gasto calórico corporal, ajudando a emagrecer. 
Ele libera no fígado uma enzima que inibe a produção de gordura. Você acumula menos colesterol, menos gordura hepática, e menor será a deposição de gordura nos outros órgãos.
Ação antioxidante: diminui o stress oxidativo, combate os radicais livres, ajuda a prevenir o envelhecimento das células e a limpar o organismo. 
O selênio ajuda a prevenir gripes e a fortalecer o sistema imunológico.
Tem ação antiviral e antifúngica.
Há pesquisas sugerindo que o alho negro previne o câncer.
A nutricionista esclarece, no entanto, que, para usufruir dos benefícios tanto do alho comum quanto do alho negro, é necessário consumir a quantidade adequada, na frequência correta: um dente de alho normal ou de alho negro por dia.

A nutricionista dá duas recomendações de consumo:
O alho negro pode ser colocado no azeite ou servir de tempero
Como um tempero, sempre ao final das receitas, polvilhado cru sobre o prato. Assim, você evita que ele seja exposto ao calor e preserva as propriedades do bulbo. Cristina diz que fica ótimo em risotos, omeletes, pizzas, saladas ou em legumes refogados;

Colocar dentro do vidro de azeite extravirgem, e aqui você tem duas opções: deixe por um tempo alguns dentes dentro do vidro e depois tire, só para o alho ficar “curtido”, e tempere o prato conforme descrito acima; ou deixe seis ou sete dentes dentro do vidro e não tire. Os benefícios não são tão intensos quanto o consumo do alho puro, mas o azeite pega o sabor do alho negro.
O alho negro pode ser colocado no azeite ou servir de tempero

De acordo com Cristina, não existe nenhuma contraindicação, diferentemente de outros alimentos termogênicos, como a pimenta, por exemplo, que podem ser agressivos para o estômago. “Todos podem consumir. O alho negro não é ácido, e sim, alcalino. Por isso, é bem aceito pelo estômago”, explica a profissional.

A única ressalva feita pela nutricionista é que um consumo exagerado do alimento pode causar desconforto com causa de gases, já que o fato de ele ser um alimento fermentado e enxofrado favorece essa condição.

Contudo, o mais indicado é sempre procurar por um nutricionista antes de adicionar um alimento emagrecedor em sua dieta.

Quanto custa o alho negro? Onde encontrar?

O preço do alho negro é mais alto que do alho comum. Em média, 500 gramas do produto custam R$ 89,90. Mercados de produtos naturais também o comercializam, e você pode procurar o alho negro em lojas de produtos orientais, já que o seu consumo é originário na cultura japonesa e coreana. 

Obs.:O Alho Negro pode ser consumido com spaghetti, pizzas, queijos, patês, saladas, sobremesas e vários outros pratos.


Nenhum comentário: